B&F Support
21 de abril de 2017
Concessões privadas no saneamento: Saiba mais sobre!
29 de junho de 2017

Apesar de crise econômica assustar as indústrias, o setor de locação de equipamentos para tratamento de efluentes cresce significativamente.

A crise econômica ainda não foi embora e continua assustando as indústrias e companhias de água e esgoto no Brasil. Os números do mercado indicam queda na receita dos fabricantes e redução significativa em novos investimentos. Não bastasse a situação econômica desfavorável, ainda se faz necessário soluções técnicas cada vez mais apropriadas ao problema de disponibilidade e qualidade no tratamento de água e esgoto, seja de maneira temporária, definitiva ou emergencial.

Locação de equipamentos

Esse cenário tem provocado a procura por soluções de locação para diversos tipos de equipamentos e sistemas em razão da não necessidade de desembolsos financeiros significativos, flexibilidade de implantação e prazos adequados às demandas.

É o caso da B&F Dias, fabricante brasileiro especializado em sistemas de aeração por ar difuso com atuação internacional. A empresa criou em 2016 uma divisão especializada nesse tipo de serviço. “Nosso primeiro contrato foi a locação de módulos de aeração removíveis para uma indústria alimentícia em Minas Gerais que queria testar a tecnologia antes da definição da compra. Após 10 meses de uso, o cliente ficou convencido que a solução era a mais adequada para o tratamento e realizou a compra”, afirma Leandro Moreira, especialista de vendas da empresa.

Retrofits em plantas de tratamento

Outros clientes procuram a empresa para situações de reformas e realização de retrofits em plantas de tratamento. A empresa recentemente assinou contrato com a CTP Ambiental, multinacional francesa provedora de soluções completas para tratamento de efluentes e serviços de limpeza. O sistema de aeração alugado será implantado numa petroquímica no Rio de Janeiro em tanques temporários enquanto a estação de tratamento de efluentes industriais passará por um retrofit completo.

A petroquímica BIOX

Atualmente a petroquímica utiliza um sistema conhecido como BIOX que é composto por reator biológico, digestor e clarificador e todo o tratamento realizado no processo industrial e efluente sanitário são encaminhados para uma área que contêm um tranque de equalização, separador de água e óleo (CPI), flotador (IGF), sistema de separação tipo Stripper e um sistema para descarte. O lodo é direcionado a uma centrífuga antes de ser encaminhada para descarte.

Temporariamente a CTP ofereceu uma solução com tanques montáveis com volume de 750 m³cada e uma unidade de flotação móvel (AEROMOBIL) para substituir uma parte do sistema que trata os efluentes atualmente para degradação da matéria orgânica utilizando bactérias. O sistema tem capacidade de tratamento de uma vazão de efluentes industriais e sanitário de 50m³/h.

Na sequência deste processo, o efluente é encaminhando para um container de utilidades da CTP onde recebe dosagem de floculantes para o processo de flotação das partículas.  Neste mesmo espaço encontra-se além da válvula de controle, medidores de vazão e pressão, PLC, tanque de preparo de floculante, bombas de dosagens, compressores de ar para AEROMOBIL e painel elétrico.

No AEROMOBIL acontece a separação da água e do lodo, onde a primeira é tratada e vai para o tanque de descarte, e o segundo segue direto para uma centrífuga da petroquímica.

O sistema possui uma malha de controle robusta e automática e ainda pode ser monitorado remotamente.

“Esse projeto, especialmente pelo fato de se tratar de um sistema de grande capacidade móvel, apresenta flexibilidade operacional e confiabilidade de processo. Instalado em uma indústria química de referência, apresenta novos horizontes para o seguimento”, completa Felipe Medeiros, engenheiro da B&F Dias.